busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
30/08/2010 15:32:09 - Atualizado em 30/08/2010 15:32:09 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

PF prende 19 acusados de fraudar projetos de reforma agrária

A Polícia Federal prendeu 19 pessoas em Campo Grande e Naviraí, ambas em Mato Grosso do Sul, e em Cosmorama, interior de São Paulo, durante operação deflagrada pela PF e pelo Ministério Público Federal na manhã desta segunda-feira. O objetivo da Operação Tellus é desmantelar esquema criminoso que atuava em projetos de reforma agrária na região sul do Estado do Mato Grosso do Sul. Policiais cumpriram 19 dos 20 mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal. 

 

Participavam do esquema criminoso servidores do Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra) de Dourados e de Campo Grande, líderes de assentamentos e empresários fornecedores de produtos e serviços. Segundo as investigações, o grupo comercializava lotes destinados à reforma agrária e manipulava concorrências para a compra de produtos e serviços para os assentamentos, além de pagar propina para servidores para que os loteamentos não fossem fiscalizados. De acordo com o Ministério Público Federal, o dano causado pela organização criminosa à União atinge os R$ 12 milhões.

 

Ao longo das investigações, foram confirmadas fraudes na distribuição de lotes nos assentamentos do complexo Santo Antônio, em Itaquiraí (MS); comercialização de lotes destinados à reforma agrária, com a regularização dessas transações pelos servidores do Incra; manipulação de concorrências para aquisição de produtos e serviços comprados para os assentamentos com verbas públicas federais; recebimento de propina por servidores do Incra para a exclusão de imóveis rurais de processo de avaliação para verificação de produtividade.

 

Fonte: Redação NA


TAGS milho


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.