busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
25/08/2010 15:56:37 - Atualizado em 25/08/2010 15:56:37 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Soja transgênica avança e ameaça mercado das convencionais

Em três anos o total de sementes transgênicas aumentou 300% e as convencionais perderam espaço. Para sanar o problema 20 regiões do estado serão destinadas ao cultivo de sementes.

 

Devido á atuação cada vez maior das multinacionais em Mato Grosso a soja transgênica registrou uma grande expansão: hoje as sementes transgênicas respondem por 60% do volume ofertado no mercado, contra 20% há três anos. Diante desse cenário os produtores matogrossenses estão tendo dificuldades em encontrar as sementes convencionais.


Visando solucionar essa questão e dar força á semente convencional no estado representantes da Associação de Produtores de Soja e Milho do Mato Grosso (Aprosoja), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Soja), Associação Brasileira dos Produtores de Grãos Não Geneticamente Modificados (Abrange) e Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) se reúnem hoje em Cuiabá.


Na ocasião será discutida a implantação de um programa em que serão escolhidas 20 áreas de Mato Grosso para o cultivo de 22 cultivares da Embrapa apropriadas à região. A medida visa desenvolver um volume bom de semente para que o agricultor tenha produto à disposição na safra 2011/12.

Segundo o gerente técnico da Aprosoja, Luiz Ribas, o objetivo desse programa é o de "fortalecer e manter o plantio da soja convencional". Ribas, no entanto, faz questão de deixar claro que a Aprosoja não é contra a soja transgênica, mas defende que os produtores têm o direito de optar pela variedade que desejam plantar.

 

O chefe-geral da Embrapa Soja, Alexandre Cattelan, afirma que há uma boa demanda por soja convencional na região e que o objetivo é fortalecer parcerias para melhorar essa oferta. A Embrapa, que deve inaugurar uma unidade em Sinop (500 km de Cuiabá) em breve, voltará a ter forte atuação no Estado, inclusive nas áreas de algodão, arroz, milho e pecuária.

Embora o programa em questão, chamado, por enquanto de “Soja Livre” procure elevar a oferta de soja convencional, Cettelan deixa claro que a Embrapa terá também cultivares transgênicas para os produtores interessados.

 

Fonte: Expresso MT


TAGS Pesquisa


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.