busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
25/08/2010 15:46:48 - Atualizado em 25/08/2010 15:46:48 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Mercado de Cafés Especiais não para de crescer

Mercado de Cafés Especiais não para de Crescer. O café é a segunda bebida mais consumida, depois da água - seguem refrigerantes, leite e sucos naturais, 97% da população brasileira acima de 15 anos toma café diariamente. O consumo de café no Brasil em 2010 deverá atingir a marca recorde de 19,6 milhões de sacas, um aumento de 7% em relação as 18,4 milhões de sacas consumidas no ano passado, a afirmação é de Nathan Herszkowicz, diretor executivo da Abic.


A pesquisa "Tendência do Consumo de Café - 2009" que é realizada anualmente pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) desde 2003, demonstrou que o consumo de café cresce em todas as classes sociais, sobretudo na classe C, que recebe de
4 a 10 salários mínimos. No período de 2003 a 2009, a participação da classe C no consumo total saltou 14%, de 37% para 42%. Essa parcela da população também está tomando mais café fora de casa, avançando de 14% para 48%, com elevação de 242%, como influência da maior oferta do produto em cafeterias, restaurantes e hotéis.

 

Consumidor exigente


O consumo de cafés especiais, como gourmet, orgânico e certificado, aumentou em todas as classes, mas notadamente na classe A (+ 42%) e B (+ 26%), de 2004 para 2009. Os jovens entre 15 e 26 anos estão consumindo mais cafés especiais - o aumento foi de 1% para 3% entre os de
15 a 19 e de 2% para 3% entre os de 20 a 26, no período de 2004 a 2009.

 

Um mercado em franca expansão


O consumo total de café fora de casa aumentou 170%, de
2003 a 2009, isto vem chamando a atenção de diversos setores com cafeterias, restaurantes e hotéis, que estão procurando se adequar para atender as expectativas de consumo deste mercado em franca expansão.
O Café não aceita desaforo existem 150 processos que podem estragar a qualidade da bebida do café. Um café espresso amplifica o sabor e aroma da bebida, isto serve para mostrar a qualidade ou para escancarar os defeitos. Para a barista e consultora Isabela Raposeiras, uma máquina super automática é a melhor opção para os hotéis e restaurantes que querem oferecer um café espresso com nota sempre acima de 7. Segundo Isabela, para trabalhar com uma máquina de grupo é necessário treinamento, temos visto restaurantes com máquinas caríssimas com cafés com nota media 3, o manejo das máquinas não é simples. Isabela Raposeiras, salienta que no restaurante da sua família, se usa uma máquina de café super automática.


A Café Fácil, dona da maior rede de vendas de máquinas de espresso do País, oferece uma boa opção a Cafeteira Super Automática Orion Espressione que foi desenvolvida sob medida com tecnologia Suiça. A Orion tem como diferencial ser a única máquina do mercado com 2 anos de garantia, o que demonstra que a marca Espressione produz produtos confiáveis. Em termos de preparo do café espresso a Orion Espressione, atende ao gosto do freguês com apenas um clique é possível escolher a regulagem para extração do café espresso mais suave, mais forte ou extra forte. A máquina tem uma Bomba com 15 Bar de pressão o que garante um café espresso mais cremoso.
 Para oferecer o melhor dos cafés especiais a seus clientes, existe uma solução relativamente barata, uma Cafeteira Expresso Super Autómatica Orion Espressione, um Aquecedor de Xícaras Cup Warmer Evolution, um conjunto de Xícaras e grãos de café especial, este conjunto fica por pouco mais de 3 mil reais e já coloca, o restaurante ou hotel no mundo dos cafés especiais salienta Gabriel Bondi diretor de Café Fácil.

 

Fonte: News Cafeicultura


TAGS agropecuária


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.