busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
16/07/2010 10:26:58 - Atualizado em 16/07/2010 10:27:47 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

SENAR/Rondon trabalhará em parceria com autoridades locais

 

        Os universitários que participarão do Projeto Senar/Rondon vão trabalhar em parceria com as autoridades dos 10 municípios que serão visitados a partir de segunda-feira (19/07). “Vamos considerar as características de cada cidade. Todos os trabalhos serão feitos a partir das avaliações das autoridades locais”, explicou a presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu.

Depois de um encontro inicial no sábado (17) na sede da CNA, em Brasília, os universitários se dividirão em grupos e viajarão para dois municípios de Minas Gerais, dois da Bahia e seis do Tocantins. O grupo ficará uma semana em cada município. A primeira etapa do Projeto Senar Rondon termina no dia 31 de julho.

 Para apresentar a realidade do campo a estudantes universitários de grandes instituições de ensino do País, a CNA, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Instituto CNA organizaram o Projeto Senar/Rondon. Na primeira etapa do projeto, 210 alunos das áreas de saúde, humanas, ciências agrárias e urbanismo se dividirão para visitar pobres do interior do País. “Todos esses alunos estarão trocando as férias por um trabalho que pode parecer simples para quem mora na cidade. Mas, para quem vive longe de tudo, sem acesso à informação e aos serviços sociais mais básicos, vale muito”, destaca a senadora Kátia Abreu.

 Foram selecionados alunos da Universidade Castelo Branco e do Centro Universitário Plínio Leite, ambas do Rio de Janeiro, e do Centro Universitário UNA, de Belo Horizonte. Alunos de outras universidades puderem se inscrever no Projeto por meio do Canal do Produtor (www.canaldoprodutor.com.br).

 Divididos em grupos, os alunos desenvolverão diversas atividades em cada um dos municípios. Eles avaliarão, por exemplo, as condições das escolas e o sistema de produção agropecuária das propriedades rurais. O acesso de idosos com mais de 65 anos e portadores de necessidades especiais a benefícios concedidos por lei também será considerado. “Às vezes, essas pessoas nem sabem que têm direito a receber esse benefício. Outras vezes elas não estão cadastradas. A equipe de universitários vai fazer o cadastro e encaminhar (o pedido) para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social.”, explicou a senadora.

 Trabalho é o que não vai faltar para os universitários. Estudantes de nutrição avaliarão o quadro alimentar de cada criança matriculada nas escolas. “Eles vão identificar se há casos de desnutrição ou de obesidade. A dieta dos doentes crônicos também será avaliada”, contou a presidente da CNA. Esses estudantes também apresentarão informações sobre higiene de alimentos para donos e funcionários de estabelecimentos que vendem comidas. “Em geral, esses lugares não têm nenhum tipo de vigilância sanitária”, completou.

 A senadora explicou ainda que a idéia é ampliar o Projeto Senar/Rondon para outros Estados, nos próximos períodos de férias escolares. “A responsabilidade social também é nossa obrigação. A CNA tem o direito de se preocupar com o Brasil também.”, completou. Se de um lado as cidades serão beneficiadas pelas ações que serão desenvolvidas pelos universitários, os alunos também ganharão. “Juntos, podemos avançar e mudar muita coisa.”, completou Kátia Abreu.

 

Fonte: CNA

 


TAGS oportunidade de trabalho


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.