busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
01/06/2010 16:52:20 - Atualizado em 01/06/2010 16:53:12 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

16ª Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne

Feicorte 2010 - 16ª Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne
Organização: Agrocentro
Data: 15 a 19 de junho de 2010
Horário: 15 a 18 de Junho – 9h00 às 20h00 / 19 de Junho – 9h00 às 18h00
Local: Centro de Exposições Imigrantes, km 1,5 Rodovia dos Imigrantes, São Paulo, SP
Entrada gratuita

 

A FEICORTE – Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne, maior evento indoor da ca deia pecuária de corte do mundo, se destaca como principal vitrine do setor, referência em qualidade, pesquisa, tecnologia, equipamentos, produtos e serviços.

Evento tradicional, com perfil moderno, a Feicorte transforma São Paulo na capital mundial da pecuária de corte, superando as expectativas a cada edição.  A feira oferece excelente oportunidade para contatos, para o fortalecimento da imagem institucional e para a realização de negócios e investimentos. 

Também possibilita o intercâmbio de experiências sobre a cadeia produtiva da carne bovina, permitindo acesso a um alto nível de informações, além de propiciar discussões de assuntos estratégicos com especialistas nacionais e internacionais.

Em 2010, o Centro de Exposições Imigrantes espera a visita de mais de 25 mil pessoas, entre pecuaristas, profissionais, estudantes e demais interessados. O público terá à sua disposição uma programação variada, destacando 120 eventos paralelos, entre reuniões, seminários, workshops, conferências, palestras e cursos, além de julgamentos e leilões de varias raças bovinas, com oferta de genética de ponta.

São esperados mais de 4.000 animais, de 20 raças entre bovinos, caprinos e ovinos (Brahman, Santa Gertrudis, Tabapuã, Canchim, Limousin, Simental, Simbrasil, Nelore, Angus, Bonsmara, Caracu, Senepol, Wagyu, Guzerá, Brangus, Hereford, Braford e Sindi, Dorper,White Dorper, Santa Inês,Texel,Suffolk, Anglonubiano, Boer entre outros).

Em 50 metros quadrados de área, a Feicorte 2010 vai abrigar animais e reunir 250 empresas expositoras, referências nos segmentos de genética, saúde e nutrição animal, órgãos de desenvolvimento e pesquisas, máquinas e equipamentos, frigoríficos, entidades representativas, dentre outros.

Sustentabilidade

Este ano, a programação da Feicorte é voltada para sustentabilidade, uma das principais exigências dos consumidores, desafio para a pecuária brasileira. Atitudes sustentáveis e conscientes são diferenciais cada vez mais apreciados pelo mercado interno e externo.

Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação), o manejo sustentável envolve a conservação de recursos naturais e o repasse de tecnologias, de forma a assegurar a satisfação contínua das necessidades humanas para as gerações presentes e futuras. Em sua definição, o desenvolvimento sustentável não degrada o ambiente, é tecnicamente apropriado, economicamente viável e socialmente aceitável.

A pecuária bovina é uma das mais importantes atividades econômicas para o Brasil que possui uma melhores bases genéticas do mundo. A produção sustentável de carne em regime de pasto é perfeitamente viável no País, mas depende da utilização novas tecnologias que aliam produtividade com sustentabilidade.

Carne brasileira

A produção de carne bovina do Brasil deverá aumentar de 7,83 milhões de toneladas em equivalente carcaça de 2008/2009 para 9,92 milhões de toneladas em 2019/2020, variação de 26,76%. As estimativas são da Assessoria de Gestão Estratégia (AGE) do Ministério da Agricultura (Mapa).

O Mapa aponta maior projeção do Brasil no mercado mundial. Estima-se que, em 2018/2019, as exportações de carne bovina brasileira responderão por 50,6% do comércio mundial. Isso significa que o País continuará na primeira posição do ranking de exportador mundial de carne bovina.

Entre 1975 e 2007 o rebanho bovino cresceu oito vezes mais do que o mundial. A produção brasileira de carne bovina aumentou seis vezes nesse período.

Nesse período, a produção brasileira de carne bovina cresceu 57 vezes mais que a área de pastagem. Já a produção mundial de carne bovina aumentou apenas seis vezes mais que a área de pastagem. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção agrícola brasileira cresceu quase oito vezes mais do que a área cultivada entre 1975 e 2007. A pecuária apresentou um resultado sete vezes melhor.

A taxa de lotação das pastagens brasileiras, que em 1975 era de 0,56 cabeça bovina por hectare, passou para 1,16 cabeça/ha em 2007, um aumento de 108%. No mesmo período, a taxa de lotação de bovinos do mundo aumentou apenas 8%, passando de 0,37 para 0,40 cabeça/hectare.

Tal desempenho permite ao Brasil, manter conservadas 69% das áreas de suas florestas originais, segundo informações da Embrapa. O mundo conserva apenas 24% dessas áreas, sendo que a Europa mantém apenas 0,3% das florestas originais em pé.

Apesar dos resultados já conquistados, nos últimos anos, o País tem sido alvo de pressões econômicas por conta da sustentabilidade socioambiental. O aumento das exigências de mercado faz com que pesquisadores, técnicos e pecuaristas trabalhem para o desenvolvimento e à incorporação de novas tecnologias de produção.

A sustentabilidade, portanto, está na ordem do dia. A Feicorte apóia esta causa.


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.