busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
11/05/2010 15:08:13 - Atualizado em 11/05/2010 15:08:14 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Agrotóxicos: Mercado crescente e concentrado

As despesas com agrotóxicos no Brasil em 2008 foram US$ 7 bilhões. Metade do valor foi gasto com herbicidas e o restante com inseticidas e fungicidas, num volume acima de 730 milhões de toneladas.
O consumo mundial de agrotóxicos cresceu 50% nos últimos dez anos e passou de US$ 40 bilhões, conforme os dados levantados pela UFPR. O maior mercado é o da Europa, com 32%, seguido pela Ásia e pela América do Norte, com 23% e 22%. A América Latina fica em último lugar nessas contas, com 19%. Por representar 84% do comércio de defensivos agrícolas na região, o Brasil aparece como maior consumidor isolado.

O país ultrapassou os Estados Unidos em 2008, numa diferença de 733,9 para 646 milhões de toneladas, conforme a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O consumo brasileiro aumentou a uma velocidade três vezes maior que a mundial e passou dos US$ 7 bilhões em 2008.

As mais de 50 fusões e aquisições registradas na última década ajudaram a concentrar as vendas internacionais nas mãos de seis empresas. Syngenta e Bayer se revezam na primeira posição, com perto de 40% do mercado. Basf e Monsanto, que somam outros 20%, disputam o terceiro posto. Dow e DuPont estão na terceira escala, com participações entre 5% e 10%. Juntas, as seis maiores indústrias têm dois terços do mercado. No Brasil, as duas maiores empresas têm 35% do mercado, as quatro maiores somam 55% e, considerando as oito líderes em vendas, o índice chega a 78%.

Esses números foram coletados pela UFPR junto às próprias empresas e consideram as vendas de defensivos e sementes. Com a expansão do mercado de sementes transgênicas, o setor investe cada vez mais nesse tipo de produto. Monsanto e DuPont ganham mais com produtos geneticamente modificados do que com inseticidas, fungicidas e herbicidas, principais fontes de renda da Bayer, da Syngenta e da Basf.

Fonte: Gazeta do Povo


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.