busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
06/05/2010 10:47:45 - Atualizado em 06/05/2010 10:47:45 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Chicago sustenta preço da soja no País

 

PanoramaBrasil - Os preços da soja reagiram durante o mês de abril nas principais praças de comercialização do País. Apesar do avanço da colheita da maior safra da história do país, os bons ganhos registrados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT), que chegou a romper a barreira de US$ 10,00 por bushel, deu sustentação e movimentou o mercado doméstico. A alta externa é reflexo do aperto nos estoques americanos, da incerteza quanto ao tamanho da área a ser plantada nos EUA e da boa demanda por parte da China.
Levantamento de Safras & Mercado indica que o preço médio da soja em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, permaneceu praticamente estabilizado, mas em bons patamares. A saca de 60 quilos teve média de R$ 34,80 em março e de R$ 34,75 em abril. Em Cascavel, no Paraná, a cotação subiu de R$ 31,95 para R$ 33,15. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o preço médio passou de R$ 29,00 para R$ 29,95 no período.Na Bolsa de Chicago, o comportamento dos preços futuros surpreendeu o mercado. Diante da maior safra da história do Brasil e da Argentina e da expectativa de área maior nos Estados Unidos, o cenário fundamental indicava perdas. Mas o forte ritmo de compras por parte da China, o aperto na oferta da safra velha dos Estados Unidos e o cenário técnico favorável garantiram bons ganhos. Os contratos com vencimento em maio tiveram média de US$ 9,71 por bushel em abril, contra US$ 9,50 em março.

A produção brasileira de soja na temporada 2009/2010 deverá totalizar 67,901 milhões de toneladas, subindo 16% na comparação com a safra anterior, que ficou em 58,700 milhões de toneladas. A previsão faz parte de levantamento por Safras & Mercado. No levantamento anterior, divulgado no dia 26 de março, a previsão era de safra de 67,019 milhões de toneladas.

A estimativa de área plantada passou de 21,796 milhões de hectares para 23,329 milhões, com aumento de 7%. Safras trabalha com rendimento médio de 2.911 quilos por hectare, contra os 2.693 quilos obtidos no ano passado.

Principal estado produtor, o Mato Grosso deverá colher 18,7 milhões de toneladas, com alta de 4% na comparação com as 17,950 milhões de toneladas colhidas no ano passado. O Paraná deverá ter uma safra 43% maior do que a do ano passado, totalizando 14,1 milhões de toneladas. No Rio Grande do Sul, a previsão é de uma safra de 10 milhões de toneladas, com crescimento de 23%. As exportações brasileiras de soja em grão subirão 2%, passando de para 28,5 milhões de toneladas.

 

Fonte:  DCI  - Diário do Comércio & Indústria


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.