busca
| | |




Você está em
autor Luiz Carlos
08/04/2010 10:53:12 - Atualizado em 08/04/2010 10:53:12 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Rumores sobre China puxam milho

Os preços futuros do milho dispararam ontem na Bolsa de Chicago. O contrato mais negociado, para entrega em maio, terminou o pregão com valorização de 2,89%, cotado a US$ 3,5650 por bushel. O mercado reagiu frente a rumores de que indústrias da China estariam prestes a importar até 2 milhões de toneladas de milho dos Estados Unidos. Até o fim do dia, a informação não havia sido confirmada.
 
A China é o segundo maior produtor mundial de milho, com uma colheita anual superior a 150 milhões de toneladas. Contudo, o crescimento do consumo doméstico e a formação de reservas estratégicas por parte do governo podem fazer com que o país deixe de ser exportador para se transformar em importador da commodity.
 
Os Estados Unidos são os maiores produtores mundiais de milho, com uma safra superior a 330 milhões de toneladas. Contudo, o país destina uma fatia cada vez maior de sua safra para a produção doméstica de etanol. Uma eventual entrada da China no mercado consumidor significaria uma pressão adicional sobre a demanda e os estoques americanos de milho.
 
Os demais grãos negociados no mercado futuro de Chicago também tiveram bom desempenho ontem. O trigo para maio fechou em alta de 2,54%, cotado a US$ 4,7525 por bushel. Já a soja para maio subiu 0,85%, para US$ 9,5350 por bushel.

 
Fonte: O Estado de S.Paulo


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2017
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.