busca
| | |




Você está em
autor Douglas Carreson
03/06/2020 16:02:32 - Atualizado em 03/06/2020 16:02:32 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Economia

Distribuição de sementes de milho em Santa Catarina

Santa Catarina investe R$ 18,6 milhões na distribuição de sementes de milho.

Objetivo é expandir cultivo do grão no estado, devido ao cereal ser insumo básico para ração das cadeias produtivas de frangos e suínos, bem como fundamental para produção de silagem destinada ao rebanho bovino.

O governo de Santa Catarina, por meio do Programa Terra Boa, planeja investir cerca de R$ 18,6 milhões para apoiar a aquisição de 200 mil sacos de semente de milho. Neste ano, a Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural do Estado antecipou a liberação das cotas e os produtores interessados em participar do Programa podem procurar a Epagri do seu município.

"A cultura do milho é de suma importância para Santa Catarina, não só para a produção do grão, que é destinado para produção de ração, mas também para a produção de silagem, que alimenta nosso rebanho bovino. Além da aquisição de 200 mil sacas de semente de milho, o Programa Terra Boa contempla o kit solo saudável, kit apicultura, calcário, kit forrageira, somando mais de R$ 53 milhões em investimentos. Convidamos os agricultores, que se interessam em participar do Programa, a procurar a Epagri do seu município", ressalta o secretário adjunto da Agricultura, Ricardo Miotto.

As sementes disponibilizadas pelo Terra Boa são de médio a altíssimo valor genético, que geram um rendimento maior por hectare plantado. A intenção é diminuir o deficit do grão em Santa Catarina, trazendo mais competitividade para as agroindústrias instaladas no estado e mais renda ao produtor rural.

Mudanças na liberação das sementes de milho

Neste ano, a liberação das cotas de sementes de milho foi antecipada para junho - um mês antes do que o calendário habitual. Além disso, a Autorização de Retirada (AR) terá uma validade maior do que os 15 dias habituais, evitando aglomerações nas cooperativas que fornecem as sementes.

O diretor de Cooperativismo e Agronegócio, Athos de Almeida Lopes Filho, explica que, mesmo com a liberação de cotas, é importante que os produtores fiquem atentos ao zoneamento agroclimático, ou seja, que observem a época correta de plantio.

Produção de milho em Santa Catarina

Com uma produção média de três milhões de toneladas e um consumo de quase sete milhões de toneladas para alimentação animal, os catarinenses buscam aproximadamente quatro milhões de toneladas do grão nas lavouras do Centro-Oeste e dos países vizinhos todos os anos.

Terra Boa

Além das sementes de milho, o Programa Terra Boa contempla ainda o apoio para aquisição de 300 mil toneladas de calcário, 3,5 mil kits forrageira, mil kits solo saudável e 500 kits apicultura. O investimento total é de R$ 53,5 milhões e a expectativa da Secretaria da Agricultura é atender 70 mil agricultores em todo o estado. O Programa é resultado de um convênio firmado entre a Secretaria da Agricultura, Secretaria de Estado da Fazenda, agroindústrias e cooperativas.

FONTE: DATAGRO.


TAGS santa catarina , Investimento , distribuição , sementes , milho


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2020
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.