busca
| | |




Você está em
autor Douglas Carreson
25/10/2019 08:15:52 - Atualizado em 25/10/2019 08:15:52 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Economia

Infocafé de 24/10/19

A moeda norte-americana subiu 0,28%, vendida a R$ 4,0441.

N.Y. finalizou a quinta-feira em baixa, a posição dezembro oscilou entre a máxima de +0,70 pontos e mínima de -1,75 fechando com -1,30 pts.

A moeda norte-americana subiu 0,28%, vendida a R$ 4,0441. O mercado começou o dia ainda firme na ponta de venda de dólar, depois de duas quedas expressivas na esteira do otimismo com a aprovação final da reforma da Previdência no Congresso e de crescentes expectativas de ingressos de recursos oriundos de leilões de petróleo a ocorrerem em novembro, destacou a Reuters. A perspectiva de fluxo positivo tem ajudado a pressionar a cotação da moeda americana. A expectativa com os ingressos do megaleilão do pré-sal colabora para o cenário de recuo do dólar.

O chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, disse nesta quinta-feira (24) que há uma perspectiva de ingresso de R$ 100 bilhões no país para pagar o chamado bônus de assinatura, a ser dividido entre a Petrobras, o governo, estados e municípios – com possível impacto sobre o dólar. Questionado se o BC vai "enxugar" o mercado, ou seja, retirar esses valores de circulação por meio da compra de moedas, ele não respondeu: "O BC vai atuar conforme achar necessário", se limitou a dizer. A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2019 permanece em R$ 4 por dólar, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central. Para o fechamento de 2020, avançou de R$ 3,95 para R$ 4 por dólar.

FONTE: MELLÃO MARTINI NEGÓCIOS EM CAFÉ.


TAGS café , Mercado , preço , oferta , demanda


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2019
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.