busca
| | |




Você está em
autor Douglas Carreson
11/12/2018 10:32:42 - Atualizado em 11/12/2018 10:32:42 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Economia

Acreditando em preços menores

Compradores de soja ficam na espera.

Segundo os analistas do Cepea, expectativa de safra cheia no Brasil e trégua em guerra comercial influenciam na decisão.

Compradores de soja estão mais retraídos, à espera de menores preços do grão no primeiro trimestre do ano. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a trégua anunciada na guerra comercial entre China e Estados Unidos pode frear a demanda pela oleaginosa em meio à expectativa de grande produção no ciclo 2018/2019.

“Com a trégua comercial entre os Estados Unidos e a China, a demanda externa pelo produto nacional pode diminuir, porque o país asiático pode voltar a importar maiores volumes dos EUA. Essa possibilidade de redução mais acentuada das vendas externas de soja preocupa o produtor brasileiro, que está prestes a colher uma safra volumosa”, dizem os pesquisadores.

Em meio a este cenário, os indicadores do Cepea para a soja acumulam baixa neste mês. Na sexta-feira, a referência com base no corredor de exportação de Paranaguá (PR) fechou a R$ 82,10 a saca de 60 quilos, contabilizando uma queda de 0,82% desde o dia 3, o primeiro dia útil de dezembro. Em novembro, o indicador já tinha registrado baixa de 3,45%.

Na média baseada nos negócios realizados no Paraná, o Cepea registrou cotação de R$ 76,53 a saca na sexta-feira (7/12). Passa a primeira semana de dezembro, a retração acumulada é de 1,68%, mantendo a tendência já verificada em novembro, quando a referência desvalorizou 1,70%.

Fonte: Revista Globo Rural.


TAGS preço , soja , compradores , espera , Mercado


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2018
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.