busca
| | |




Você está em
autor Equipe Agron
02/09/2018 18:14:04 - Atualizado em 02/09/2018 18:14:04 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Ecologia Agro Sustentável

Lata que gela bebida em segundos ecologicamente

Latinha resfria bebida ecologicamente em segundo. Que tal tomar uma cerveja geladinha e ajudar o planeta?

Empresa norte-americana cria tecnologia eco-friendly que reutiliza o CO2 recapturado da atmosfera para resfriar líquidos em até 90 segundos.

Por enquanto as latas são vendidas apenas em Los Angeles, com café gelado/Divulgação The Joseph Company International

Festa na casa dos amigos pede cerveja gelada. Mas sempre tem aquele pessoal que chega com o pack quente, ou porque se esqueceu de gelar a bebida em casa ou, mais provável, a geladeira do mercado já estava vazia. Porém, se depender de Mitchell Joseph, CEO da The Joseph Company International, e seu diretor de P&D Mark Sillince, isso não será mais um problema. A empresa californiana desenvolveu o que afirma ser “a primeira lata do mundo que esfria sozinha”, sem refrigerador nem gelo.

Chamadas de Chill-Can e lançadas em maio deste ano, as latas possuem um sistema que utiliza dióxido de carbono (CO2) recapturado da atmosfera que, ao ser liberado de um depósito interno, resfria rapidamente a bebida – entre 75 e 90 segundos. Para liberar o gás, é preciso que o consumidor gire uma peça na base da latinha.

De acordo com a empresa, a técnica usada é eco-friendly, pois, além da embalagem 100% reciclável, o método de autorresfriamento – reconhecido pela Agência de Proteção Ambiental (EPA), pela NASA e pelo Exército dos EUA – não introduz dióxido de carbono na atmosfera. “A tecnologia patenteada utiliza uma unidade interna de troca de calor em conjunto com o CO2 recuperado da atmosfera, que é reutilizado para criar a técnica de resfriamento”, explicaram representantes da Chill-Can em matéria publicada no site da PR Newswire.

Embora pareça simples, a companhia levou mais de 25 anos para desenvolver e aperfeiçoar a tecnologia denominada MicroCool, que o setor de bebidas já tentava criar havia quase 70 anos. A primeira tentativa da Joseph Company – polêmica e posta de lado – utilizava o HFC-134a, um gás refrigerante do tipo hidrofluorocarboneto, que contém hidrogênio, flúor e carbono, criado como alternativa aos clorofluorcabonetos (CFC). Segundo a ONG ambientalista Greenpeace, em matéria da BBC Brasil, “o HFC-134a é um gás produzido pela indústria química que, se não fere diretamente a camada de ozônio, tem alta influência no aquecimento global”.

Atualmente, as latas que se resfriam sozinhas são vendidas apenas em algumas lojas de Los Angeles, na Califórnia, com um café gelado espumante. Cada unidade custa aproximadamente 4 dólares. O método de utilização é cheio de detalhes, segundo o passo a passo publicado pela empresa:

Coloque a lata em uma superfície plana, vire-a de cabeça para baixo e gire a base para ativar o sistema até que um ruído de assobio constante possa ser ouvido;

Após a ativação, não manuseie ou toque na lata até que o chiado pare – o calor das mãos pode inibir o processo de resfriamento –, e essa fase pode demorar de 75 a 90 segundos;

Quando o assobio parar, retorne a lata para a posição vertical e abra.

Veja o vídeo com a demostração abaixo. Legendas estão disponíves.

Fonte: bayerjovens.com.br


TAGS Ecologia , Aquecimento , CO2 , lata , bebida


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2018
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.