busca
| | |




Você está em
autor Rafael Iglesias
18/06/2020 10:09:09 - Atualizado em 18/06/2020 10:09:09 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Animais e Criações

Pasto bem cercado contribui com a pecuária de leite

O novo coronavírus tem impactado diversos setores da economia. Mas como nem tudo são más notícias. Mesmo diante da pandemia, no Brasil há expectativas de aumento na produção leiteira em cerca de 2% em 2020. "O crescimento é modesto, porém de extrema importância para a sustentabilidade da cadeia nesse momento de crise. Maior produção ajuda a manter a receita dos produtores e contribui para a oferta de alimentos para a população", destaca César de Oliveira, analista de mercado da Belgo Bekaert, empresa líder em arames no país.

O Brasil produz cerca de 35 bilhões de litros de leite por ano. Ao todo, são 20 milhões de vacas ordenhadas. O valor da produção, somente dentro das fazendas, atinge R$ 36 bilhões.

"O consumo de leite per capita chega a 166 litros por ano, o que mostra a importância desse produto para a dieta brasileira, mas também o potencial de crescimento da atividade. Leite é uma importante fonte de cálcio, fundamental para a saúde dos ossos. Além disso, seu consumo fortalece o organismo humano contra infecções, o que é especialmente importante para nos manter saudáveis durante a pandemia", afirma César.

"Para contribuir com a produtividade da pecuária leiteira, a Belgo fornece arames e cercas de qualidade para propriedades rurais dos mais diferentes portes e necessidades. O pasto bem cercado permite que o manejo seja mais eficaz, mantendo os animais protegidos e segmentados. O resultado é mais produtividade", destaca César de Oliveira.

Entre as opções do portfólio da Belgo estão os arames para cercas elétricas, a melhor solução para o cercamento do gado de leite, que são mais dóceis, tranquilos e se adaptam muito bem ao manejo. "Além disso, o custo da cerca elétrica é, em média, 30% do custo das cercas convencionais, minimizando os gastos e potencializando os lucros do produtor", ressalta o analista da Belgo.

Em seu portfólio, a companhia conta com Belgo Eletrix, com carga de ruptura de 500 kgf (quilogramas-força), e Belgo Eletrix Light, com carga de 220 kgf(arame macio usado em cercas com lances menores até 200 metros de comprimento)  "São arames com tripla galvanização, maior durabilidade e resistência à corrosão. Além do custo reduzido na aquisição dos arames, as cercas elétricas também proporcionam menor custo em sua confecção, pois podemos distanciar os postes intermediários, até 30 metros de distância um do outro e utilizar madeiras mais finas e até vergalhões intercalados com as madeiras", finaliza Oliveira.

Sobre a Belgo Bekaert

Líder e referência no mercado brasileiro de fabricação de arames, a Belgo Bekaert está fazendo 100 anos de história, desde a criação da Belgo Mineira em 1920, tendo como pilares a tecnologia de ponta, alta qualidade, evolução constante e confiabilidade. A empresa oferece produtos que atendem os mais diversos segmentos de mercado, entre eles estão, a construção civil, as indústrias automotivas e petrolíferas, além do agronegócio.


TAGS belgo bekaert


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2020
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.