busca
| | |




Você está em
autor Monique Oliveira
01/08/2018 13:58:17 - Atualizado em 01/08/2018 13:58:17 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Agricultura e Pecuária

Rodolfo Endres, associado da ASSOCON

Rodolfo Endres, associado da ASSOCON, tem expectativas positivas para a pecuária no segundo semestre

Pecuarista há 24 anos, Rodolfo Endres Neto, 66 anos, é um exemplo de que nunca é tarde para realizar grandes sonhos. Formado em engenharia civil com especialização em administração de empresas, Rodolfo já tinha 27 anos de experiência na área industrial como executivo de uma grande multinacional de autopeças quando foi atrás de um sonho: ser pecuarista. Aos 47 anos de idade, abandonou a carreira e adquiriu sua primeira propriedade rural em Mato Grosso do Sul, a Fazenda Carrapicho, em Três Lagoas, na região leste do Estado. Endres é associado da Associação Nacional da Pecuária Intensiva (ASSOCON) e destaca o posicionamento da entidade na defesa dos interesses dos associados e os representa junto aos órgãos públicos e privados, além de proporcionar oportunidades aos confinadores e à pecuária intensiva como um todo.

A Fazenda Carrapicho conta com semiconfinamento em sistema rotacionado de pastagem em funcionamento o ano todo. A propriedade tem cerca de 2.500 hectares de área de pastagem e engorda 2 mil cabeças por ano. O projeto está em crescimento. O objetivo é confinar 5 mil cabeças nos próximos cinco anos. Para aumentar a lotação, o pecuarista investiu na reforma da pastagem e adubação. Assim, a fazenda conseguirá liberar novas áreas para a recria. A fábrica de ração também será duplicada. Como o semiconfinamento é dinâmico, há terminação de animais ao longo de todo o ano, sempre com a mesma quantidade, a cada 15 dias. Como produz lotes padronizados e homogêneos, Rodolfo tem recebido pagamento diferenciado do frigorífico. “Pretendo terminar o projeto com a implantação do confinamento estático em no máximo três anos e intensificar os estudos para implementação do sistema IPL (integração lavoura-pecuária)”, relata Rodolfo Endres.

O pecuarista faz questão de destacar a importância das ações de entidades de classe, como a Assocon, que atuam no fortalecimento da pecuária intensiva e dos produtores rurais. “Quando conheci o trabalho da Assocon fiquei muito animado, principalmente por poder fazer parte de uma entidade com fundamentos tão estruturados e dirigentes motivados e participativos na linha de frente. A Assocon participa das principais discussões e decisões em torno da atividade pecuária. Eu acompanho de perto todo trabalho feito pela Assocon, que inspira muito pela confiança, seriedade e admiração”.

Quanto ao segundo semestre de 2018, Rodolfo Endres Neto é otimista. “Creio que começaremos a sentir uma reação do mercado em relação à arroba do boi. A exportação de carnes está fluindo bem com o dólar em alta e os frigoríficos têm feito bons negócios. Agora é esperar o período pós eleição. A economia deve se reaquecer. Por enquanto, a pecuária vem se mantendo forte e superando as diversidades, que são muitas”, ressalta Rodolfo.

 


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2018
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.