busca
| | |




Você está em
autor Cristina Crispa
25/07/2018 10:28:07 - Atualizado em 25/07/2018 10:28:07 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Agricultura e Pecuária

Praga aqui, comida lá

Espigas afetadas pelo carvão-comum-do-milho são iguaria no México.

O milho é uma das principais culturas produzidas no Brasil, a safra 2016/2017 é estimada em 87,4 milhões de toneladas e, para garantir a produtividade, é preciso realizar o monitoramento das lavouras para evitar os danos e alcançar esta projeção.

Uma doença conhecida no Brasil com ocorrência em todas as áreas produtoras de milho do país é o carvão-comum-do-milho, causada pelo fungo Ustilago maydis, que ataca a cultura e mostra sintomas em apenas sete dias. As espigas infectadas com este fungo não têm grãos, mas apresentam uma massa escura, que são as galhas contendo teliósporos, deixando o milho parecido com carvão, o que tira o valor seu comercial.

A doença, tida como secundária no Brasil até o momento, ainda não tem nenhuma forma de controle autorizada no país [1] e sabe-se que baixa umidade, estresse hídrico e altas concentrações de nitrogênio favorecem seu desenvolvimento. As formas de controle recomendadas são boas práticas agrícolas como retirada de plantas afetadas, evitar excesso de N no solo, irrigação e empalhamento adequados, rotação de culturas, monitoramento de lagartas e redução de lesões que auxiliam na infecção.

Porém, nem tudo está perdido! Se no Brasil a atenção está voltada para evitar o aumento das espigas afetadas pelo fungo, em outros lugares ele é muito apreciado e agrega valor ao milho: as espigas com galhas (mas ainda sem esporos) são alimento no México, onde é considerada uma comida refinada, chamada huitlacoche ou também de trufa mexicana. Vários elogios são feitos em relação ao valor nutricional, ao sabor e ao aroma das espigas “doentes” que chegam a custar até 50% mais que as saudáveis e são usadas para rechear quesadillas, dentre outras possibilidades.

Sendo considerado praga aqui e comida lá no México, o fungo nos mostra que a riqueza da diversidade cultural nos dá boas possibilidades de reaproveitar espigas. E aí, deu vontade de provar essa iguaria?

Fonte: DefesaVegetal.Net


TAGS carvão , comum , milho , praga , Brasil


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2018
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.