busca
| | |




Você está em
autor Cristina Crispa
28/06/2018 20:19:09 - Atualizado em 28/06/2018 20:19:09 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Agricultura e Pecuária

Oferta sustenta pagamentos maiores

Alerta para a demanda.

Segundo o Instituto Nacional de Meterorologia (INMET), até quinze dias atrás ainda chovia no Pará, especialmente em Marabá e Paragominas. Com isso, a condição das pastagens ainda permite ao pecuarista negociar preços melhores com a indústria.

Mas, de forma geral, aos poucos os movimentos de alta da arroba vão ficando mais comuns na maior parte do país já que a entressafra começa a “dar as caras” e destrava as ofertas de compra maiores.

Exemplo disto é o comportamento dos preços do boi gordo no Triângulo Mineiro, no norte e no sul de Minas Gerais, além do sul de Tocantins e sul de Goiás, que subiram R$2,00/@ em uma semana.

Além disso, as escalas de abate não estão longas. Em São Paulo, por exemplo, parte dos frigoríficos precisa de boiadas para o início da próxima semana.

Contudo, em relação à demanda, mesmo com a proximidade da virada de mês, período que os varejistas normalmente se abastecem, o preço de carne bovina com osso vendida pelos frigoríficos está estável e pressionado para baixo. E o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) alcançou o menor nível desde agosto de 2017. Isso pode afetar a sustentação do mercado do boi gordo.

#oferta #demanda #boigordo #preços #mercado

Fonte: Scot Consultoria. Por: Marina Zaia.


TAGS oferta , demanda , boi gordo , preços , Mercado


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2018
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.