busca
| | |




Você está em
autor Otavio Culler
17/10/2019 10:06:09 - Atualizado em 17/10/2019 10:06:09 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Informações Artigos técnicos

Preços em alta, orelha em pé!

As últimas mudanças da metodologia do Indicador Esalq-USP, a escalada de preços entre os frigoríficos exportadores e habilitação de indústrias que ainda não acessavam o mercado chinês trouxeram uma injeção de adrenalina para o mercado do boi gordo.

Logo após estes fatos, a curva dos preços futuros na B3 mostrou força. Para os contratos mais curtos, este movimento foi mais contido, enquanto para os mais longos a oscilação foi evidente.

Outro ponto que merece ser destacado é o número de contratos em aberto. Desde o início do ano, o volume de contratos de boi gordo na B3 ficou 5,2x maior. Para os participantes que buscam operações rápidas (especulador) neste mercado, este aumento é essencial, pois dá liquidez para a entrada e saída de posições. Veja o histórico de 2019 na figura 1.

Para o pecuarista, os ventos também sopram a favor. A dinâmica para hedge via mercado futuro também é beneficiada com o aumento de contratos. Esta modalidade geralmente é adotada pelo pecuarista que possui maior apetite a risco e também dispõe de caixa para a margem de garantia e os ajustes diários.

Olhando para o pecuarista que não tem tanta experiência ou familiaridade com as ferramentas de trava de preço, o seguro de preço mínimo (chamado de put no mercado financeiro) é mais simples, pois funciona como um seguro de um carro e tem sido o “arroz com feijão” para quem não quer ficar exposto.

Um exemplo disto é o boi gordo para janeiro 2020 (BGIF20). Historicamente, o mês de janeiro é marcado pela sazonalidade da “ressaca” do mercado interno com impostos e com as exportações colaborando menos para o escoamento da produção.

Com o mercado futuro ao redor de R$171,00/@, atualmente é possível encontrar proteções ao redor de R$164,00 pagando até R$1,0/@ de prêmio. Com os preços em alta, as janelas de oportunidade podem se abrir, por isto é sempre bom ficar de orelha em pé!

Fonte: Scot Consultoria. Por: Douglas Coelho.


TAGS boi gordo , negociações , preços , oferta , demanda


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2019
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.