busca
| | |




Você está em
autor Carlos da
13/09/2018 13:11:10 - Atualizado em 13/09/2018 13:11:10 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Informações Artigos técnicos

Estação invertida

Quando Carlos Viamonte Paixão me questionou sobre sua estação de monta, fui estudar mais a fundo esse polêmico tema, onde sempre paira a dúvida sobre a melhor época para estação reprodutiva, bem como sua duração.

O que normalmente vemos nas propriedades que controlam sua estação reprodutiva resume-se em uma estação de monta para vacas solteiras e paridas a partir de outubro-novembro, por vezes, a partir de setembro, quando se procura nascimentos no inverno. Há também algumas fazendas que realizam uma estação de monta de outono entre abril e junho para novilhas de 20 meses que não deram conta de entrar na estação de verão por não terem peso suficiente ou ainda eram impúberes. E temos ainda algumas propriedades que têm disponibilidade de forragem de qualidade o ano todo, onde cada lote de matriz mantém sua própria estação de monta, ou seja, essas fazendas possuem nascimento e desmama em todos meses do ano.

Tenho que admitir que para quem faz cruzamento a preocupação extra com sanidade é real. Bezerros cruzados apresentam mais bicheiras e diarreia quando nascidos no verão. Por essas e outras que tenho visto alguns clientes invertendo sua estação de monta do verão para o inverno, principalmente em fazendas que adotam o sistema de Integração Lavoura-Pecuária, havendo assim abundancia de pastagens entre junho e setembro, pois caso não haja boa condição alimentar, as matrizes paridas terão seu escore corporal comprometido. Alguns trabalhos de pesquisa concluíram que a taxa de prenhez cresce exponencialmente com melhora da condição corporal das matrizes.

Carlos, após algumas colocações feitas por mim, lançou outra importante questão – “Preciso programar a reposição de minhas matrizes com novilhas de qualidade. Você acha que devo inseminar minhas vacas ou novilhas para fazer minhas bezerras de reposição e em que época devo programar essa inseminação para que eu explore o máximo do potencial dessas jovens fêmeas?”

Quando pensamos em produzir uma femea desmamada que deve entrar no cio o mais cedo possível, devemos considerar que se ela for filha de uma novilha, procedimento sugerido por 10 entre 10 técnicos, teremos bezerras mais leves que as filhas de vacas. Por consequência, entrarão em estação de monta mais tardiamente, pois nem sempre atingem o peso de 300 kg na estação de monta. Portanto, minha recomendação é que se faça sua reposição de novilhas sobre ventres adultos que venham desmamar suas crias na melhor época do ano, ou seja, para o Centro Norte do País podemos pensar que deveriam nascer em agosto-setembro para que seu peso de desmama seja o maior possível.

Até há algum tempo atrás os melhores profissionais da área recomendavam que as novilhas deveriam ser submetidas a uma EM que começará 30 dias antes das primíparas e vacas adultas, terminando também 30 dias mais cedo. O peso das novilhas para entrarem em reprodução deverá ser de 60% a 75% do peso das vacas adultas. Alguns técnicos preconizam uma EM menor para as novilhas (90 dias) do que para as matrizes de primeira cria em diante (120 dias). Neste caso, a EM deverá iniciar-se no mesmo dia para todas as categorias animais, e deverá terminar sempre 30 dias antes para as novilhas do que para as vacas. Entretanto, ao se trabalhar com uma EM menor ou igual a 60 dias de duração, a duração da mesma é igual tanto para novilhas como para vacas.

 

Por Alexandre Zadra


TAGS crônica , alexandre zadra , estações , estação invertida


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2018
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.