busca
| | |




Você está em
autor Douglas Carreson
18/10/2018 08:47:43 - Atualizado em 18/10/2018 08:47:55 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Informações Artigos Científicos

Tudo sobre os ácaros da soja

Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre os ácaros da soja.

Quais espécies ocorrem e qual a importância do monitoramento no manejo?

As principais espécies de ácaros-praga que ocorrem em soja no Sul do Brasil são o ácaro-rajado (Tetranychus urticae), o ácaro-verde (Mononychellus planki) e os ácaros-vermelhos (Tetranychus desertorum, Tetranychus ludeni e Tetranychus gigas) (Roggia, 2007). O monitoramento da população e a identificação das espécies de ácaros devem ser realizados semanalmente na lavoura de soja, pois são essas informações que determinam o momento que deve ser realizado o controle.

O controle de ácaros baseado apenas na presença da praga na lavoura de soja acarreta em elevação dos custos de produção, indução à resistência a inseticidas/acaricidas, mortalidade de inimigos naturais e contaminação do meio ambiente (Fiorin, 2014).

Quais espécies exigem maior atenção e por quê?

As espécies mais importantes em soja no Sul do Brasil são o ácaro-rajado e o ácaro-verde. São espécies que conseguem se multiplicar com extrema eficiência, têm elevada capacidade reprodutiva e adaptativa, ocorrem ao longo do ano (em várias plantas hospedeiras), com elevadas densidades nos períodos mais quentes, que coincidem com o cultivo da soja no Sul do Brasil (Guedes et al., 2008).

Quais injúrias causam em soja? Quando devo controlar?

Quando os ácaros se alimentam, rompem com as quelíceras as células da epiderme da parte debaixo dos folíolos de soja e depois absorvem o conteúdo celular que extravasa (Moraes; Flechtmann, 2008). Esses ‘furos’ no tecido do folíolo reduzem o teor de clorofila e a capacidade fotossintética das plantas e aumentam a taxa transpiratória da planta (Flechtmann, 1972) (ver Figura 1, adaptado de Moraes; Flechtmann, 2008).

(T), diptilomiopídeos (D) e outros eriofídeos (E) numa folha (x200) numa e noutra página da mesma.

Legenda das abreviaturas: e=Esclerênquimas; x= Xilema; c= Câmbio; f= Floema. [Representação do corte foliar segundo Pinto-Lopez (1964)].[/caption]

O sintoma característico do ataque de ácaros em folíolos de soja é a presença de pontuações brancas ou amarelas, que evoluem para bronzeamento e necrose (Dehghan et al., 2008) (Figura 2).

Em períodos secos, as células murchas das folhas de soja, força os ácaros a “furar” um maior número de células para obter o mesmo volume de líquidos (conteúdo celular) necessário à sua sobrevivência, aumentado as injúrias nas plantas (Figura 3).

Em estudos realizados em áreas com e sem controle de ácaros, na safra 2011/12 em São Sepé e Santa Maria-RS, constatou-se que as perdas ocasionadas por estes podem chegar a 20 sc.ha-1, dependendo da cultivar de soja utilizada (Arnemann et al., 2018). Em termos práticos e usando nossa experiência, em média a presença de 2-3 ácaros/folíolo de soja justificam o seu controle, visto o baixo custo de acaricidas e o alto valor da saca de soja (2018).

Quais os principais inimigos naturais e como pode-se potencializar seu controle natural?

Os ácaros-predadores pertencentes à família Phytoseiideae (Phytoseiulus persimilis, P. longipes e P. macropilis) são efetivos agentes de controle biológico de ácaros fitófagos (Guedes et al., 2007). O aumento do número de biofábricas que produzem ácaros predadores e os comercializam para os produtores têm elevado a sua utilização. Para potencializar o papel dos agentes naturais de controle é preciso evitar aplicações precoces de inseticidas de amplo espectro, especialmente os piretróides.

O que fazer para manejo dessa praga em soja?

Amostrar semanalmente os ácaros em soja.

Aumentar a atenção com altas temperaturas, falta de chuva e baixa UR.

Não usar piretróides precocemente.

Usar cultivares de soja menos suscetíveis ao ataque de ácaros em soja (Figura 4).

Aplicar acaricidas registrados, na dose recomendada e no nível de controle.

Acaricidas/inseticidas, o que considerar na tomada de decisão e quais dicas podem ser dadas para maximizar sua eficácia?

Devem ser considerados na tomada de decisão de controle de ácaros em soja o estádio da cultura, o número de ácaros presentes (incluindo ovos), o custo do controle (custo do inseticida/acaricida + custos de aplicação), o valor da saca de soja e a previsão de chuvas, temperatura e UR do ar para as semanas subsequentes. Os produtos mais utilizados no controle de ácaros em soja são formulados a base de abamectina (custo mais baixo), com eficiência 15% maior com adição de óleo mineral (Guedes et al.,2008), espiromesifeno (maior custo, eficiência e residual de controle), entre outros registrados para a cultura.

O ataque de ácaros em soja é crescente? É uma praga que tem exigido maior atenção do que em safras anteriores?

Os ácaros vêm ganhando importância nos últimos anos devido a sua maior distribuição e intensidade dos seus ataques nas lavouras de soja. Na última safra de soja, os ácaros se destacaram com elevadas populações nas lavouras, mesmo com distribuição regular de chuvas durante a safra.

REFERÊNCIAS:

ARNEMANN, J.A. et al. Assessment of damage caused by the spider mite Mononychellus planki (McGregor) on soybean cultivars in South America

Australian Journal of Crop Science. In Press. 2018.

ARNEMANN, J.A. Densidade e flutuação populacional de ácaros fitófagos em cultivares de soja. 2013. 64f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.

ARNEMANN, J.A. et al. Efeito do controle químico de ácaros fitófagos no rendimento da soja. In: Jornada Acadêmica Integrada, 21., 2006, Santa Maria. Anais… Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2006.

DEHGHAN, M.S. et al. Fitness of Tetranychus urticae Koch (Acari: Tetranychidae) on different soybean cultivars: biology and fertility life-tables. International Journal of Acarology, v.35,n.4, p.341-347, 2009.

FLECHTMANN, C. H. W. Ácaros de importância agrícola. São Paulo: Nobel, 1972. 150p.

FIORIN, R.A. Ácaros na cultura de soja: Genótipos, danos e tamanho de amostra.Tese (Doutorado em Agronomia). Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.

GUEDES, J.V.C et al. Ácaros em soja: ocorrência, reconhecimento e manejo. Revista Plantio Direto, Passo Fundo, Ed. 107, p. 32-37, 2008.

GUEDES, J.V.C. Ácaros associados à cultura da soja no Rio Grande do Sul, Brasil.Neotropical Entomology, v.36, p.288-293, 2007.

MORAES, G.J.; FLECHTMANN, C.H.W. Manual de acarologia, acarologia básica e ácaros de plantas cultivadas no Brasil. Ribeirão Preto: Holos Editora, 2008. 308 p.

ROGGIA, S. Ácaros tetraniquídeos (Prostigmata: Tetranychidae) associado à soja no Rio Grande do Sul: ocorrência, identificação de espécies e efeito de cultivares e de plantas daninhas. 2007. 113 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.

SATO, Y. Life types of spider mites. In: HELLE, W.; SABELIS, M.W. Spider mite: their biology, natural enemies and control. Amsterdam: Elsevier, 1985. v.1, p. 253-264.

Elaboração: Prof. Jonas Arnemann, PhD. e acadêmicos do curso de Agronomia da UFSM Dener Ribas; Henrique Pozebon; Leonardo Patias; Júlia Bevilaqua; Rafael Paz Marques; Victor Vuaden.

Contatos:

Prof. Jonas Arnemann – (055) 9 9690-0569 / E-mail: jonasarnemann@gmail.com

Molecular Insect Lab – molecular.ento@gmail.com

Fonte: Mais Soja.


TAGS ácaros , soja , o que é , importância , Manejo


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2018
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.