busca
| | |




Você está em
autor Luiz
27/01/2010 22:23:07 - Atualizado em 27/01/2010 22:23:07 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Abiove: exportações de soja devem recuar em 2010

As exportações de soja e derivados do país deverão render US$ 14,203 bilhões em 2010, segundo projeção divulgada pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove). Se confirmado, o valor será 17,6% menor (pouco mais de US$ 3 bilhões) que o de 2009, quando os embarques somaram US$ 17,240 bilhões, conforme a Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Segundo a Abiove, as exportações do grão deverão somar US$ 9,485 bilhões, 17% menos que em 2009, em função de baixas no volume dos embarques (5,1%) e no preço médio das vendas (12,5%). Para o farelo, as projeções sinalizam aumento do volume (3,6%) e quedas do preço médio (12,5%) e do valor total (17%); para o óleo, o cenário traçado é de retrações de volume (30,3%) e valor (25,8%), apesar da alta de 6,7% no preço.

O quadro está em linha com a opinião da maior parte dos agentes do segmento, que ressalva que é preciso esperar a conclusão das colheitas na América do Sul, que poderão ser mais prejudicadas pelo excesso de chuvas causado pelo El Niño. Em recente entrevista ao Valor, Antonio Sartori, da corretora gaúcha Brasoja, lembrou que o "weather market" sul-americano deverá influenciar a formação de preços até o começo de março.

Se tudo correr bem como nos EUA, onde as chuvas chegaram a atrasar a colheita da safra 2009/10 no segundo semestre do ano passado mas a produção foi recorde, é de se esperar que o aumento da oferta global pressione as cotações do complexo, que também dependerão da demanda - a chinesa em especial, inclusive em razão da possibilidade de o país restringir a oferta de crédito - e do apetite dos grandes fundos de investimentos.

Segundo o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), o país produziu 91,47 milhões de toneladas do grão em 2009/10, 13,3% mais que em 2008/09. Para o Brasil, o USDA estima 65 milhões de toneladas, aumento de 14%, e para a Argentina o órgão americano projeta 53 milhões de toneladas, alta de 65,6%. Nos dois países sul-americanos, sobretudo na Argentina, a safra 2008/09 foi afetada por uma seca. A Abiove prevê uma colheita brasileira de 65,2 milhões de toneladas. EUA, Brasil e Argentina são os maiores produtores e exportadores de soja do mundo.

No Brasil, a previsão de queda dos volumes de exportação de grão e óleo pode ser amenizada pelo mercado doméstico, principalmente no caso do óleo, que encontra demanda crescente por biodiesel. O percentual de mistura de biodiesel no diesel no país foi elevada para 5% em 1º de janeiro, e a matéria-prima básica do biocombustível no país é a soja.

Apesar das indústrias confiarem no mercado doméstico, a Abiove estima aumento dos estoques finais tanto de grão quanto de óleo em 2009/10. Para o grão, o incremento é de 66,7%, para 1 milhão de toneladas; para o óleo, de 32,9%, para 202 mil toneladas. Os estoques de farelo, conforme a entidade, tendem a permanecer estáveis em 764 mil toneladas.

Fonte: Fernando Lopes,  jornal Valor Econômico


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2016
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.