busca
| | |




Você está em
autor Luiz
27/01/2010 22:13:27 - Atualizado em 27/01/2010 22:13:27 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

MT: abertura da China traz boas perspectivas ao setor

O Estado de Mato Grosso poderá retomar as exportações de carne bovina para a China em 2010. A decisão foi enviada ao governador do Estado de Mato Grosso Blairo Maggi pelo embaixador do Brasil, em Pequim Clodoaldo Hugueney. O anúncio conjunto foi divulgado pela Administração Geral da Qualidade, Inspeção e Quarentena, (AQSIQ) e pelo Ministério da Agricultura da China(MOA). O Estado foi reconhecido pelas autoridades chinesas como área livre de febre aftosa. Outros 15 Estados e o Distrito Federal também obtiveram o reconhecimento, segundo os critérios da Organização Internacional de Saúde Animal (OIE).

Desde 2005, a China restringiu a compra de carne bovina do Brasil após a descoberta de focos de febre aftosa no Mato Grosso do Sul. Para retomar as exportações para aquele país, os frigoríficos interessados deverão ser aprovados individualmente pela Administração Nacional de Certificação e Acreditação da China (CNCA), após apresentarem um conjunto de informações técnicas e documentos relacionados no formulário disponível no endereço www.cnca.gov.cn/cnca/extra/xzzq/00032.pdf.

A documentação deverá ser encaminhada ao Ministério de Agricultura que, após análise, irá enviar as informações para a CNCA. Se os documentos forem considerados satisfatórios, o estabelecimento poderá ser credenciado imediatamente ou ainda passar por uma inspeção in loco feita por autoridades sanitárias chinesas.

Para o governador Blairo Maggi, o entrosamento entre Estado e sociedade organizada tem sido fundamental para colocar Mato Grosso como referência de qualidade no setor bovino e as campanhas apresentam índices exemplares de vacinação. Esta política conseguiu ser constante, mostrando que quando é uma política de Governo, da sociedade, os resultados são excelentes. Comemoramos 14 anos sem o registro de casos da doença e o rebanho mato-grossense é de 27,2 milhões. "O setor agropecuário mato-grossense se consolida cada vez, e revelam que houve aumento da produtividade sem expansão de novas áreas. A abertura do mercado chinês para a carne bovina é fundamental para o mercado mato-grossense e nacional", pontuou.

A pedido da Embaixada do Brasil em Pequim, o governador Blairo Maggi determinou que a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) informem imediatamente a classe produtora e aos frigoríficos instalados no Estado a possibilidade de voltar exportar carne bovina para o mercado chinês e como será o procedimento a ser adotado.

De acordo com o presidente do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Décio Coutinho essa decisão premia a pecuária de Mato Grosso com o aval dos Organismos Internacionais e avaliza o trabalho dos servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) em parceria com o Fundo Emergencial de Febre Aftosa (Fefa) e a classe de pecuaristas do Estado. "A manutenção da sanidade nas propriedades mato-grossenses foi fundamental para a retomada da comercialização com a China, o que contribuiu para a conquista de novos mercados", comemorou.

Fonte: Expresso MT


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2016
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.