busca
| | |




Você está em
autor Luiz
05/01/2010 11:41:46 - Atualizado em 05/01/2010 11:41:46 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Renda da produção de soja apresenta leve crescimento

A margem de lucro bruta dos produtores de soja de Mato Grosso está 2,8% maior nesta safra do que na temporada. Estudo de Prospecção do Mercado para a safra 09/10, realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revela que para cada saca de 60 kg do grão vendida, a margem será de R$ 16,35, ante os R$ 15,89 registrados do ciclo anterior. O estudo mostra ainda que os preços praticados este ano estão menores, mas os custos caíram mais fazendo com que a margem ficasse positiva. Produtores do Estado, porém, não concordam com as projeções da estatal.

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Glauber Silveira Silva, afirma que o produtor não tem conseguido fechar as negociações com preço elevado. Com isso, ele tem de vender por um valor menor, o que acaba espremendo a margem de lucro da produção. "Atualmente a margem líquida está em torno de R$ 3 por saca, mas tem uma série de despesas que têm de ser pagas com este lucro da venda da soja". Ele complementa que os produtores têm outros custos como depreciação das máquinas, arrendamento, mão-de-obra, que não fazem parte das despesas fixas.

De acordo com a estimativa de margem de lucro divulgada pela Conab, o preço praticado na venda de uma saca de soja na safra 08/09 foi de R$ 44,38 e este ano baixou para R$ 41,53, apresentando uma redução de 6,4%.

O presidente da Aprosoja, no entanto, afirma que as vendas que os produtores estão fechando, o preço máximo que conseguem negociar é R$ 30, e não esse valor, acima de R$ 41 como a companhia estima. "Esse valor que a Conab coloca leva em consideração um produto que não está disponível no mercado, já que o estudo foi feito antes da colheita da soja precoce".

Já com relação aos custos variáveis, o estudo aponta para uma retração maior, de 11,6%, baixando de R$ 28,49 na safra 08/09 para R$ 25,18. Essa queda está relacionada principalmente à diminuição nos preços dos fertilizantes, o que minimizou as preocupações dos sojicultores esse ano. "Enquanto o custo da soja caiu cerca de 15% no Estado, conforme dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o preço da soja despencou 30%, reduzindo a rentabilidade dos produtores do Estado".

Fonte: Fabiana Reis


TAGS crise financeir


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2016
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.