busca
| | |




Você está em
autor Selmos
07/12/2009 19:13:24 - Atualizado em 07/12/2009 19:13:24 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Ba: pecuária terá nova linha de crédito

Para promover a expansão do rebanho bovino baiano, estimado em 11 milhões de cabeças, foi lançado na semana passada, no Auditório da Vila do Agronegócio da Fenagro (Parque de Exposições de Salvador), o Programa de Alavancagem e Fortalecimento da Pecuária da Bahia (Propec).

A iniciativa é uma realização do Banco do Brasil (BB), em parceria com a Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), e prevê a aplicação de R$ 220 milhões na safra 2009/2010 e o atendimento a 20 mil criadores de gado de corte e leite nos segmentos empresarial e familiar. Também poderão ser beneficiadas pessoas físicas, jurídicas ou cooperativas de produtores rurais.

A Seagri atuará como parceira no trabalho de articulação com os pecuaristas, através dos escritórios e gerências da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), respectivamente. "Para isso, já estamos programando a realização de seminários regionais de mobilização e divulgação, além do serviço de orientação para captação do recurso", declarou o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seagri, Raimundo Sampaio.

Com o programa, os projetos produtivos destinados à recuperação de áreas degradadas terão um limite financiável de até 100% do investimento total, com teto de até R$ 400 mil, por beneficiário. Para os demais casos, o valor financiado será de R$ 300 mil. Os encargos equivalem, respectivamente, a 5,75% e 6,75% ao ano, com prazos que vão até 144 meses e 36 meses de carência (integração agricultura, pecuária e silvicultura). Serão 60 meses e seis de carência (correção do solo) e 60 meses com 24 de carência (demais casos). Para o financiamento do custeio, os encargos vão até 6,75% ao ano e o prazo é de 1 ano.

No segmento da agricultura familiar, entre as linhas disponíveis, será oferecido recurso no âmbito do Pronaf Mais Alimentos aos agricultores enquadrados no Pronaf, com taxa de 2% ao ano, teto de até R$ 100 mil e prazo de até 10 anos para pagamento.

Entre os itens financiáveis, estão a implantação de sistemas orgânicos de produção agropecuária; implantação e ampliação de sistemas de integração agricultura-pecuária; construção e modernização de benfeitorias; aquisição de máquinas e equipamentos; aquisição de animais; sêmen e assistência técnica, entre outros.

Segundo o superintendente estadual do Banco do Brasil na Bahia, Edson Pascoal Cardozo, o programa visa promover a expansão do rebanho bovino do estado. "Para isso, será implantado inicialmente o projeto-piloto na região de Feira de Santana, atendendo, somente nessa fase, 70% dos produtores dessa região", conclui.

Fonte: Seagri


TAGS


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2016
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.