busca
| | |




Você está em
autor Selmos
27/11/2009 20:29:25 - Atualizado em 27/11/2009 20:29:25 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Terras: preços sobem com investimentos estrangeiros

O preço médio das terras voltou a subir no país no quinto bimestre (setembro-outubro) de 2009 e alcançou R$ 4.548 por hectare, segundo levantamento da AgraFNP divulgado ontem (25). Em relação ao bimestre imediatamente anterior, a elevação do preço médio das terras brasileiras foi de 1,25%; na comparação com o bimestre setembro-outubro de 2008, a alta, nominal, chegou a 5%.

Segundo Jacqueline Dettmann Bierhals, analista da AgraFNP responsável pela pesquisa, o mercado ganhou liquidez e houve mais negócios, bem distribuídos pelo país e concentrados em áreas mais baratas. A logística disponível seguiu como importante diferencial.

O trabalho da consultoria destaca o avanço de investimentos estrangeiros em terras no Brasil. Jacqueline divide esses investidores estrangeiros em dois grupos: aqueles interessados nos rendimentos financeiros do aporte, que muitas vezes preferem áreas brutas com potencial de valorização, e aqueles com foco na produção primária em si, que até aceitam pagar um "prêmio" por áreas prontas para a atividade fim. "O 'prêmio' é pago para garantir potencial produtivo logo no primeiro ano do investimento".

Grande parte dessas áreas prontas, observa ela, está nos Estados de Mato Grosso e Goiás. No Centro-Oeste, a média do hectare ficou em R$ 3.424 em setembro-outubro, acima das médias do Norte e do Nordeste, mas bem abaixo do Sudeste e do Sul (ver tabela acima).

Apesar do interesse por terras mato-grossenses e goianas prontas para o cultivo, a valorização do preço médio do hectare nos últimos 12 meses foi menor no Centro-Oeste do que nas demais regiões. A alta foi de 2,9%, ante 9,2% no Sul, 5,1% no Norte, 4,9% no Nordeste e 3,1% no Sudeste. Nos últimos 36 meses, o salto do preço médio no Centro-Oeste (47,4%) só perde para o do Sul (54,9%).

Como as perspectivas para a economia brasileira em geral são positivas para 2010, Jacqueline Bierhals acredita que o mercado de terras deverá seguir aquecido, com liquidez e preços em ascensão. "O ano que vem será bem movimentado. É claro que há riscos, mas eles são menores para esse tipo de ativo", afirmou ela.

Fonte: Fernando Lopes,  Valor Econômico


TAGS preço


Galeria de Imagens


Comentários



Agron © 2016
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.