busca
| | |




Você está em
autor Selmos
11/11/2009 19:16:16 - Atualizado em 11/11/2009 19:16:17 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Mt: pecuaristas ameaçam bloquear planta do quatro marcos

Cerca de 70 produtores dos municípios de Colíder e Alta Floresta, região Norte de Mato Grosso, com uma conta a receber de cerca de R$ 7 milhões, prometem bloquear a entrada de boi e a saída da carne das dependências do frigorífico Quatro Marcos, localizada em Alta Floresta, a partir do próximo domingo, dia 15 de novembro. A planta, com capacidade de abate diário de 800 cabeças, foi arrendada no início de julho pelo grupo JBS-Friboi, que anunciou na época, o arrendamento de cinco frigoríficos do Quatro Marcos desativados em Mato Grosso em recuperação judicial desde o final de 2008. As unidades ficam nas cidades de Juara (com capacidade de abate diário de 825 animais), Alta Floresta (800 animais/dia), Colíder (700 animais/dia), Cuiabá (800 animais/dia) e São José dos Quatro Marcos (900 animais/dia).

Desde que a unidade de Alta Floresta voltou a funcionar o clima é de muita desconfiança. "Ninguém nunca nos procurou para conversar sobre a dívida que já vai completar um ano ou como iriam agir a partir daquele momento", disse revoltado o produtor Moises Prado dos Santos, que tem R$ 175 mil para receber do Quatro Marcos desde o dia 15 de dezembro de 2008. "Vamos bloquear o frigorífico no domingo pela manhã caso não apresentem uma posição aceitável até sexta-feira, 13. O Friboi, quando arrendou as unidades do Quatro Marcos, sabia que existia um passivo, tinha conhecimento de todos os problemas e mesmo assim não tomou nenhuma providência. Agora não vamos mais esperar, nós estamos decididos a fechar o frigorífico até que a situação seja resolvida", garantiu Santos.

"O JBS-Friboi, maior empresa frigorífica do mundo, começou uma relação comercial com produtores do maior rebanho bovino do país, com 26 milhões de cabeças, de forma errada, pela porta dos fundos, desrespeitando o pecuarista", disse o superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso - Acrimat, Luciano Vacari. "Não podemos aceitar que continuem usando o pecuarista para resolver os problemas da empresa. Finalmente os produtores resolveram tomar uma atitude, pois a pressão é a única linguagem que o frigorífico entende e respeita", disse.

O frigorífico Quatro Marcos tem uma dívida total de R$ 427.869.332,67. Com os pecuaristas o montante é de R$ 35,7 milhões, sendo R$ 26 milhões com 273 produtores de Mato Grosso. No próximo dia 12 de novembro, às 11 horas na cidade de Jandira- SP, no Teatro Municipal Luiz Gonzaga, na Rua Elton Silva, nº 450, Parque J.M.C. será realizada a terceira tentativa de acordo com o frigorífico Quatro Marcos. A segunda assembleia geral de credores - AGC - foi suspensa no dia 27 de outubro e adiada para a próxima quinta-feira(12). Pela proposta original do Quatro Marcos os pecuaristas seriam pagos pelo valor de face (sem correção) num prazo de 12 meses, com carência de mais 12 meses após a homologação do plano. Porém, a proposta apresentada na última AGC, o pagamento seria feito após a aprovação do plano, somente em janeiro de 2011 e em 12 parcelas, e não a partir do mês da aprovação do Plano, que seria novembro.

Fonte: Acrimat


TAGS



Comentários



Agron © 2016
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.