busca
| | |




Você está em
autor Selmos
10/11/2009 11:57:06 - Atualizado em 20/02/2010 12:12:44 cadastre sua notícia/anúncio grátis

Notícias Notícia

Correlação genética

     

CORRELAÇÃO GENÉTICA ENTRE PERÍMETRO ESCROTAL E ALGUMAS CARACTERÍSTICAS REPRODUTIVAS NA RAÇA NELORE          


1. INTRODUÇÃO

                A literatura relata que o perímetro escrotal (PE) tem correlação genética positiva com características de sêmen e de crescimento (KNIGHTS et al., 1984) e negativa com idade à puberdade em machos e fêmeas (BERGMANN et al., 1996). Além disso, o PE tem maior herdabilidade do que as características reprodutivas de fêmeas. Isto permitiria resposta mais rápida à seleção. Por estas razões e pela facilidade de medição, a utilização desta característica tem sido recomendada em programas de melhoramento visando otimizar a eficiência reprodutiva de machos e fêmeas.

O objetivo do presente trabalho foi estudar as correlações entre PE e algumas características reprodutivas de fêmeas da raça Nelore, utilizando modelo animal bicaráter, uma vez que a literatura nacional não tem muitas informações deste tipo utilizando grande conjunto de dados.

2. MATERIAL E MÉTODOS

O conjunto de dados analisado é proveniente de várias fazendas situadas nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás, pertencentes à Agropecuária CFM ltda. Para estimação das correlações entre PE medido aos 18 meses e características reprodutivas foi utilizado modelo animal bicaráter, sendo que as características reprodutivas (fêmeas) analisadas foram: Idade ao Primeiro Parto (IPP), Dias para o Parto (DPP), Intervalo de Partos (IP) e Duração da Gestação (DG). A característica DPP é calculada como a diferença em dias entre o início da estação de monta e a data do parto, para cada estação de monta.  Os Grupos de Contemporâneos (GC) foram definidos diferentemente para cada característica. A tabela 1 mostra o número de observações, a média, o desvio-padrão e o coeficiente de variação para cada característica.


Tabela 1. Número de observações (N), média, desvio-padrão (DP) e coeficiente de variação (CV) para cada característica reprodutiva analisada.

Característica

N

Média

DP

CV (%)

PE (cm)

16.999

   28,3

   3,2

11,4

IPP (dias)

  8.538

1070,1

104,2

  9,7

DPP (dias)

15.669

  323,5

  25,5

  7,9

IP (dias)

  9.476

  394,1

  64,0

16,2

DG (dias)

  4.391

  295,2

   7,5

  2,5

Para as características com medidas repetidas (DPP, IP e DG) foram utilizados 2 modelos diferentes: um incluindo ambiente permanente da vaca e outro não.

Os componentes


TAGS Programas de melhoramento



Comentários



Agron © 2016
Agronegócios online
Desenvolvido por Agron sob consultoria especializada criodigital | todos os direitos reservados.